Sinopse: Fernando Pessoa, dentro da sua pluralidade, tornou-se único; singular. Era todos e tudo disfarçados num só. Assim sendo, o que importa é o tipo de pessoa que ele era e não o número de pessoas que ele foi. Para tanto era preciso - além de navegar - perceber, ao sentir, o que a maior parte das pessoas sente e não percebe. Cada dia foi, para Pessoa, um sofrimento anunciado; um adeus sem cais; uma lágrima sem direito aos olhos. Por isso, chorava para dentro; por isso, foi preciso criar uma
Tinta Negra
Product ID: 3762
Product SKU: 3762
New In stock />
A DESPEDIDA DE FERNANDO PESSOA

A DESPEDIDA DE FERNANDO PESSOA

Marca: Tinta Negra Referência: 9788563876669

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete

Sinopse:

Fernando Pessoa, dentro da sua pluralidade, tornou-se único; singular. Era todos e tudo disfarçados num só. Assim sendo, o que importa é o tipo de pessoa que ele era e não o número de pessoas que ele foi. Para tanto era preciso - além de navegar - perceber, ao sentir, o que a maior parte das pessoas sente e não percebe. Cada dia foi, para Pessoa, um sofrimento anunciado; um adeus sem cais; uma lágrima sem direito aos olhos. Por isso, chorava para dentro; por isso, foi preciso criar uma plateia de heterônimos que lhe secasse as lágrimas; por isso, como qualquer ser humano, foi preciso morrer; só que de todas as maneiras. Seus gritos eram as palavras; seus soluços, as noites; sua vida, o ter que assim ser: desassossegado. Seu estilo era viver de sonhos; e morrer nos sonhos, sua natureza. A despedida de Fernando Pessoa envolve uma composição ficcional abordando sua morte e o adeus. No seu desdobramento houve sempre a preocupação de mostrá-lo conforme suas biografias bem o relatam e de acrescentar, de um modo mais particular, a dor de Fernando Pessoa; dor essa que o imortalizou! No decorrer do livro sua vida é retratada, sutilmente, conforme de fato transcorreu, de modo que o leitor não só se familiarizará com ela, mas, em especial, com seu estilo. Morrer e despedir-se depois deve ter passado pela sua cabeça, porque só os que nunca morrem é que podem dominar o tempo. Assim, o fez Pessoa. A despedida de Fernando Pessoa é um convite ao leitor a viajar com o grande poeta até Antares, atravessando e sentindo, com ele, um universo maior; muito maior do que o nosso, até por que "Sentir; sinta quem lê!"

 

Temas:

Literatura; Biografia

 

Gênero:

Literatura

 

Literatura:

Ficção

 

Autor:

Antonio Chibante

 

Ilustrador:

Aline Haluch

 

Páginas:

128

 

Acabamento:

Brochura

 

ISBN:

9788563876669

 

Ano de Edição:

2015

 

Idioma:

Português

 

Produto Digital:

Não

 

Dimensões:

14 x 21 cm

 

Autores:

António Chibante é natural do Porto - Portugal - e está radicado no Rio de Janeiro. Médico formado pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, pela qual transcorreu até Professor Associado, é pHD em Pneumologia pela Universidade de São Paulo. Nesta área é autor de três livros envolvendo o estudo da Patologia Pleural.
Da conciliação harmônica entre ciência e poética resultou seu primeiro livro, de poesias, Achados e Perdidos (Editora Revinter, 1993), agraciado em 2.000 com o Prémio "Quero-Quero", pela Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (SOBRAMES). Membro da Academia Luso-Brasileira de Letras, Chibante, em sua sensibilidade pela escrita, fundou o Clube da Letra, entidade artística e literária visando, sobretudo, o desenvolvimento da lusofonia.
Em 2009 escreve Um Jantar com Fernando Pessoa, obra que o estimulou a desenvolver este livro em torno do autor de Mensagem e Tabacaria.

 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características



    Confira também